segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Proteína emagrece mais pela manhã




Estudo mostra que a proteína emagrece, sobre tudo pela manhã, pois multiplica por até cinco vezes a sensação de saciedade ao longo do dia.


proteína emagrece


O British Journal of Nutrition publicou um trabalho surpreendente realizado na Universidade Purdue, Estados Unidos, por um time liderado pelo nutricionista e doutor em ciência dos alimentos Wayne W. Campbell.


Já se desconfiava que pitadas a mais de proteína na dieta evitariam ataques de gula, mas, segundo o Dr. Campbell, “o horário em que você consome a proteína faz toda a diferença para aproveitar esse efeito saciedade“.


Para o estudo, ele recrutou homens acima do peso na faixa dos 40 anos. Todos seguiram uma alimentação equilibrada de baixas calorias, fracionada em cinco refeições.


Parte do grupo recebeu uma dieta com um teor convencional de proteínas e, para o restante, os nutricionistas criaram um programa alimentar com o mesmo valor calórico, mas com uma participação maior de fontes proteicas. De 18% a 25% das calorias consumidas vinham de alimentos ricos em proteínas.


“Já esperávamos que essa turma sentisse menos fome ao longo do dia”, admite Campbell. “O que me intrigava mesmo era descobrir o seguinte: se essas pessoas concentrassem mais proteínas em uma determinada refeição, será que isso faria alguma diferença?”


Como a proteína emagrece mais


Para chegar a uma conclusão, ele dividiu os voluntários que comiam mais proteína em quatro grupos:


1- Distribuiu os alimentos proteicos por todas as refeições;


2- Reforçou a presença das proteínas no café-da-manhã;


3- Comeu mais proteínas no almoço;


4- Comeu mais alimentos proteicos no jantar.


Todos os participantes tinham de responder perguntas sobre como andava a sua fome, se tinham vontade de devorar bombons no meio da tarde e coisas assim. De vez em quando se submetiam a testes de sangue para medir hormônios envolvidos com a saciedade.


Cruzadas todas essas informações, os cientistas notaram que não fazia muita diferença distribuir todas as porções proteicas ao longo das refeições ou deixá-las para o almoço e o jantar.


No entanto, caprichar na proteína do café da manhã, isso sim, fez uma grande diferença, capaz de multiplicar por quatro e até até por cinco a intensidade e a duração da sensação de saciedade.


“Por que isso acontece? Bem, nós ainda não sabemos. Mas trata-se da primeira evidência científica de que o horário de consumo das proteínas faz diferença e uma revelação assim, sem dúvida, pode ajudar pessoas que precisam perder peso de uma maneira mais saudável, sem apelar para saídas malucas.”


O especialista lembra que, por ironia, muita gente prefere comer mais proteínas à noite e comenta que um café da manhã capaz de prevenir ataques de fome não tem nada de outro mundo, “principalmente nos países onde as pessoas têm o bom hábito de tomar leite no desjejum.”


Ele aconselha que você complemente o leite com duas porções de alimentos protéicos.


Esperamos que você tenha achado útil este artigo que explica de que maneira a proteína emagrece mais.


Fonte principal: Lúcia Helena de Oliveira


Recomendamos que veja também um alimento com proteína isolada de soja e proteína de soro do leite.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Deixe-nos seus comentários logo abaixo.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

As gorduras do bem




Alguns tipos especiais de gorduras, como ômega-3 e ômega-6, são saudáveis e cruciais para um sistema imunológico forte e uma pele saudável por isso são chamadas de “gorduras do bem”.


gorduras do bemA maioria dos alimentos possui mais de um tipo de gordura. Alguns, como as nozes, possuem gordura mono-insaturada, ômega-6 e um pouco de ômega-3. Uma ótima combinação. Outros possuem uma combinação prejudicial à saúde de gordura trans-saturada e saturada.


Abaixo você pode conhecer os tipos de gorduras, seus benefícios e malefícios, e em que alimentos são encontradas, assim como também a quantidade de gordura a ser ingerida e que alimentos escolher.


Tipos de gorduras:


- Gorduras trans-saturadas
Presentes em batata frita, margarina e biscoitos amanteigados. Não trás nenhum benefício e aumenta o colesterol e o risco de doença cardíaca. Evite-os.


- Gorduras saturadas
Presentes em carnes gordas, laticínios e coco. Alguns tipos de gordura saturada encontradas em bife e manteiga podem entupir suas artérias. Limite-as a menos de 10% do total de sua ingestão de calorias.


Conheça agora as gorduras do bem


- Ômega 6
Presente em óleos vegetais, sementes e nozes. Pode reduzir o LDL (mau colesterol) e o colesterol total, mas seu alto consumo pode reduzir também o HDL (bom colesterol).


- Ômega 3
Presente em peixes marinhos de águas profundas, óleos vegetais e nozes. Reduz o nível de triglicérides e o colesterol total, aumentando o HDL (bom colesterol).


- Gorduras monoinsaturadas
Presentes em azeite de oliva, abacate e amendoim. Abaixa o LDL e o colesterol total. Ingira a maior parte de gorduras desse tipo.


Peixes e frutos do mar como fonte de Ômega-3


Alguns peixes e frutos do mar são uma excelente fonte de ômega-3. Esta gordura essencial, além de reduzir o nível de triglicérides e o colesterol total, ajuda a regular a coagulação, menstruação e outros processos no organismo.


Além de serem fonte de ômega-3, frutos do mar fornecem proteína, zinco, ferro e cobre, que ajudam os corredores a recuperar a musculatura após os treinos.


Um estudo do Jornal of the American Medical Association concluiu que comer peixe uma vez por semana pode reduzir pela metade o risco de ataque cardíaco súbito.


Melhores fontes marinhas de ômega-3:














































Quantidade de Ômega-3
BoaÓtimaExcelente
BacalhauAtumAnchovas
LinguadoOstraCarpa
HadoqueTubarãoArenque
Lula-Cavala
Camarão-Salmão
--Sardinha
--Esturjão

Esperamos que tenha achado útil esta lista com as gorduras do bem.


Recomendamos que conheça um complexo nutricional com ômega 3.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Deixe-nos seus comentários logo abaixo.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Como baixar o colesterol com a alimentação




Se você quer saber como baixar o colesterol naturalmente, podemos lhe afirmar que a maneira mais eficaz para você mantê-lo em níveis adequados é mediante uma alimentação saudável.


A continuação, lhe oferecemos uma série de dicas que lhe ajudarão a manter o colesterol sob controle a través da sua alimentação.



Como baixar o colesterol com a alimentaçãoComo baixar o colesterol naturalmente – 21 dicas alimentares


1- Modere o consumo de açúcar e sal
Limite seu consumo de açúcar e, se possível, substitua-o por adoçante (de preferência à base de stévia). Modere a ingestão de sal, tanto no preparo da comida caseira como em produtos industrializados.


2- Aumente o consumo de fibras
As fibras solúveis, encontradas em frutas, verduras, aveia, sementes e grãos, ajudam a baixar a taxa de colesterol. O ideal é consumir de 15 a 20 g por dia.


3- Modere o consumo de chocolate, pois ele contém uma elevada taxa de gordura saturada; prefira o amargo ou semiamargo.


4- Prefira sempre cortes magros de carne de boi, porco ou cordeiro.


5- Faça os molhos sem gordura. Para engrossar, utilize uma mistura de amido de milho ou farinha na seguinte proporção: uma colher de sopa de amido de milho ou duas colheres de sopa de farinha de trigo para uma xícara de água.


6- Leia sempre os rótulos dos produtos antes de consumí-los, pois muitos alimentos possuem altas taxas de gordura escondida.


7- Evite o consumo de café cremoso, cremes e coberturas, especialmente as que utilizam óleo de coco.


8- Escolha alimentos ricos em vitaminas e minerais. Frutas e hortaliças frescas contêm grandes quantidades de vitaminas, sobretudo A e C, e sais minerais.


9- Distribua seu consumo de calorias ao longo do dia para evitar fome, cansaço e depressão.


10- Inclua berinjela em seu cardápio; ela ajuda a eliminar as gorduras das refeições.


11- Consuma alcachofra crua ou cozida em pouca água. Beba esta água ou misture-a à sopa para se beneficiar, ainda mais, dos seus efeitos. Ativa a eliminação do colesterol e ajuda a desintoxicar o fígado.


12- Aumente o consumo de alho. Ele evita que o organismo absorva grande parte do colesterol contido nos alimentos, ajuda a pressão a baixar e estimula o aumento do HDL (“bom” colesterol).


13- Abuse da cebola. Crua, tem propriedades semelhantes ao alho.


14- Inclua soja e seus derivados na sua dieta. São ricos em proteínas e ajudam a diminuir as taxas de LDL (colesterol “ruim”).


15- Consuma alimentos ricos em vitaminas C e E, pois são úteis para a prevenção e o tratamento de problemas cardiovasculares. Exemplos destes alimentos são: cereais integrais, trigo, limão, laranja, kiwi e acerola.


Como baixar o colesterol preparando os alimentos de maneira mais saudável


16- Cozinhe alimentos no vapor, em especial legumes e verduras, que guardam melhor suas propriedades nutritivas quanto submetidos a este tipo de cozimento. Caso você não tenha um equipamento adequado, improvise com um escorredor de macarrão e uma panela grande o suficiente para evitar o contato direto da água com a comida.


17- Prepare as ‘frituras’ com água. Isso mesmo: um pouco de água num recipiente com revestimento antiaderente deixa a comida com um sabor delicioso. Meia colher de chá de azeite de oliva também pode substituir o óleo de cozinha.


18- Grelhe os alimentos. Eles adquirem um sabor especial e não é preciso ter grelha. Qualquer panela ou frigideira com revestimento antiaderente serve.


19- Use o forno – a gás, elétrico ou de microondas – ele é um ótimo aliado para sua dieta anticolesterol.


20- Alimentos fervidos são indicados, mas é preciso levar em conta que a água quente retira parte de seus nutrientes. Por isso, em especial no caso de legumes e verduras, ferva-os o mínimo de tempo que puder.


21- Prepare batatas ‘fritas’ sem colesterol. Cozinhe-as, corte-as em fatias, coloque numa forma antiaderente e leve ao forno. Elas ficarão sequinhas.


Além de todas estas dicas, também lhe recomendamos que adote a prática de exercícios físicos, pois eles ajudam a aumentar o “bom” colesterol, que auxilia o organismo na eliminação do colesterol “ruim”. Como benefício extra, você reduzirá seu peso.


Recomendamos que veja também fibras que ajudam a reduzir o colesterolpó com proteína de soja isolada e proteína de soro do leite e shake com proteína de soja, vitaminas, fibras e minerais.


Esperamos que tenha achado úteis estas 21 dicas sobre como baixar o colesterol com a alimentação e, sobre tudo, que as coloque em prática!


 Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Deixe-nos seus comentários logo abaixo.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:


segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Alimentos que provocam celulite




Como uma das causas do problema é a alimentação inadequada, é importante que você conheça quais são os alimentos que provocam celulite.


Uma das maneiras de se proteger desses cruéis furinhos que não poupam praticamente nenhuma mulher é evitar alguns alimentos que contribuem para o seu aparecimento.


Uma dieta desequilibrada pode contribuir para transformar aqueles mini-furinhos em “super crateras”.


Lista de alimentos que provocam celulite


- Doces


alimentos que provocam celuliteUm dos maiores causadores da celulite é o grupo dos doces. Eles aumentam o acúmulo de gordura, agravando o problema.


Os biscoitos recheados e waffers, por exemplo, além de terem excesso de açúcar, são riquíssimos em gorduras trans, altamente inflamatórias!


O açúcar em excesso não é transformado em energia pelo organismo e acaba sendo armazenado na forma de gordura. Esta reserva, em nós mulheres, tem uma grande tendência a acontecer sob a pele de regiões como quadris, coxas e bumbum. Sendo assim, modere nos doces e não deixe que ultrapassem as 220 Kcal diárias.


Dica: substitua o açúcar por adoçantes à base de stévia, ou, inclusive, adoce com a própria folha. Não use adoçantes à base de aspartame.


Chocolate pode…? 


Depende. O problema está no açúcar que contém, então prefira o amargo ou o semi-amargo, que, além de não prejudicar, pode ser bom para sua saúde se consumido em quantidades moderadas.


- Gorduras


As gorduras vêm em seguida no ranking dos alimentos que provocam celulite.


Evite os cremes de leite, chantilly, leite integral, manteiga, nata, margarina com gordura trans e as frituras.


Reduza o consumo de carnes vermelhas e elimine os embutidos da sua dieta (bacon, linguiça, salame, presunto gordo, salsicha, etc).


O grupo alimentar formado pelas gorduras e pelos óleos deve somar no máximo duas porções diárias.


- Sal


Os alimentos ricos em sódio, como o sal de cozinha, devem ser controlados, pois o sódio em excesso pode levar à retenção de líquidos, provocando o surgimento da celulite.


O ideal é não consumir mais 1,5 grama de sódio por dia, o que equivale a 3,8 gramas de sal de cozinha.


- Refrigerantes


Os refrigerantes merecem um capítulo aparte: são ricos em açúcar, sódio e uma variedade imensa de produtos químicos que disparam e agravam o processo da celulite.


Refrigerantes light ou diet pode…?


Não! Apesar de terem menos (ou “zero”) açúcar, ainda assim continuam cheios de sódio e produtos químicos.


- Café


Existem bastantes controvérsias com relação ao café.


Enquanto algumas pesquisas o crucificam dizendo que prejudica a circulação sanguínea e que favorece o inchaço, fazendo com que a irrigação dos tecidos seja prejudicada, outras dizem que, moderadamente, pode ser bom para a saúde.


Em todo caso, utilize o bom senso: modere o seu consumo, bebendo no máximo duas xícaras por dia.


Esperamos que tenha achado útil esta lista dos principais alimentos que provocam celulite


Recomendamos que conheça um método natural que poderá ajudá-la a acabar com a celulite para sempreClique aqui para conhecê-lo.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Deixe-nos seus comentários logo abaixo.


Gostou deste artigo? Compartilhe-o com seus amigos: