terça-feira, 22 de abril de 2014

Os grupos de alimentos




Para nos alimentarmos de maneira adequada, é fundamental que primeiramente conheçamos os grupos de alimentos e a importância que cada um deles tem para a nossa saúde.


Comer é uma necessidade para o organismo: é essencial para o crescimento físico e desenvolvimento intelectual na infância e na adolescência e para o bom funcionamento e saúde do nosso corpo em qualquer idade.


Os grupos de alimentosNo entanto, comer também é um fato social que nos acompanha ao longo da vida e requer aprendizagem: os hábitos alimentares são definidos na infância, mas se desenvolvem e estabelecem ao longo da vida.


Por este motivo, é essencial que os pais aprendam a apreciar e transmitir aos seus filhos a importância de uma dieta equilibrada e variada como um método para se obter um corpo saudável, assim como também as consequências de uma dieta restritiva.


Hábitos alimentares saudáveis representam um componente essencial da qualidade de vida.


Em contrapartida, hábitos alimentares pouco saudáveis, causam complicações físicas que se manifestam em sintomas como cansaço, falta de concentração, fraqueza, irritabilidade, tristeza e raiva, entre outros. Os principais problemas de saúde associados a uma nutrição inadequada são: obesidade, arteriosclerose, hipertensão, prisão de ventre, diabetes, osteoporose e alguns tipos de câncer, especialmente digestivos.


Os alimentos que comemos contêm nutrientes básicos necessários para nossa constituição física e sobrevivência. A proporção de cada um desses nutrientes encontrada na alimentação é variada e o papel que cada um deles desempenha no organismo é fundamentalmente diferente.


Os grupos de alimentos


Com base nesses elementos essenciais, os alimentos mais comuns são organizados em sete grupos:


1- Leite e seus derivados. Apresentam um considerável conteúdo dos diversos nutrientes elementares, pois são alimentos muito completos.


2- Carne, peixe, mariscos e ovos. Proporcionam, fundamentalmente, proteínas de alto valor biológico, ou seja, os nutrientes plásticos que o organismo necessita para formar e regenerar os seus tecidos, mas também fornecem energia.


3- Tubérculos e legumes. Tem elevado conteúdo de hidratos de carbono complexos, que constituem a principal fonte energética do organismo.


4- Hortaliças. Proporcionam uma grande variedade de minerais e vitaminas, que desempenham um papel regulador controlando as diversas fases do metabolismo.


5- Frutas. Tem um grande conteúdo de água, importantes vitaminas e minerais e uma variável percentagem de açúcar.


6- Pães, massas, cereais e açúcar. Tem como nutriente principal os carboidratos e caracterizam-se pelo seu elevado potencial energético, sendo assim bons complementos da dieta, desde que o seu consumo seja moderado.


7- Óleo vegetal e manteiga. As gorduras que contêm são usadas como fonte de calorias e destinam-se a serem queimadas para fornecer energia.


Assim, para obtermos uma nutrição adequada capaz de atender nossas necessidades nutricionais, precisamos escolher em nosso cardápio diário um ou mais representantes de cada um dos grupos de alimentos em número suficiente, alocando-os entre todas as refeições. O resultado final garante o equilíbrio da nossa dieta.


Você não precisa comer muito: você deve comer bem!


Recomendamos que conheça um shake com alto teor nutricional.


Esperamos que tenha achado útil este post sobre os grupos de alimentos.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Deixe-nos seus comentários logo abaixo.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:


Nenhum comentário:

Postar um comentário