quinta-feira, 31 de julho de 2014

Top 10 Sucos Para Emagrecer






A pedido de alguns leitores, fizemos uma lista com os top 10 sucos para emagrecer que prometem ajudar a eliminar alguns quilinhos extras.


Mas se estiver pensando que pode ser um sacrifício enorme tomá-los, não se engane, pois experimentamos vários deles e são bem saborosos!




Confira a seguir a lista dos Top 10 Sucos para Emagrecer


Suco para emagrecer #1


Limão com gengibre


Sucos para emagrecer - Limão com gengibre


O suco de limão com gengibre é a combinação ideal para acelerar a perda de peso.
Ainda auxilia na digestão e controla a fome.



Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #2


Tomate com pimenta


sucos para emagrecer - tomate com pimenta


O segredo nessa bebida é que ela aumenta a temperatura do corpo, fazendo a gordura queimar mais rápido.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #3


Laranja com linhaça


Sucos para emagrecer - laranja com linhaça


A linhaça provoca sensação de saciedade prolongada, diminuindo o apetite e a compulsão por comida de uma maneira saudável e a laranja tem propriedades emagrecedoras.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #4


Cenoura com limão


Sucos para emagrecer - cenoura com limãoA cenoura tem uma enorme quantidade de fibras que prolongam a sensação de saciedade, acelera o trânsito intestinal e ajuda a desintoxicar o corpo. O limão é termogênico, melhora a digestão, diminui a celulite, o inchaço e a fome.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #5


Abacaxi com maçã e gengibre


Sucos para emagrecer - abacaxi


Além de ser uma fruta deliciosa e com baixas calorias, o abacaxi possui fibras que facilitam a digestão e o funcionamento do intestino.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #6


Berinjela


Suco para emagrecer de berinjela


A berinjela pode reduzir a absorção do colesterol e ajudar a emagrecer.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #7


Abacate com maçã


Sucos para emagrecimento - Abacate com maçã


O suco de abacate com maçã funciona como um inibidor de apetite natural.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #8


Maçã com kiwi


Suco para emagrecimento de maçã com kiwi


A maçã é muito rica em pectina, tipo de fibra que forma um gel no estômago, diminuindo e controlando o apetite.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #9


Melancia com abacaxi


Sucos para emagrecimento - Melancia com abacaxi


Além de emagrecer, a melancia desintoxica o organismo, é diurética e antioxidante.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Suco para emagrecer #10


Suco Verde


Suco verde para emagrecer


O suco verde ajuda no emagrecimento, além de ser desintoxicante e rejuvenescedor.


Clique aqui para ver a receita


******************************************************************************


Esperamos que tenha gostado desta lista de sucos para emagrecer.


Conheça agora quatro programas para emagrecer mais rapidamente e que podem ser combinados com nossos sucos:  www.vivaplenamente.com/progredu.php.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:









quarta-feira, 30 de julho de 2014

Suco verde para emagrecer






Nesta série de artigos, lhe ensinamos as receitas dos 10 melhores sucos para emagrecimento. Hoje é a vez do suco verde para emagrecer.


Este suco ajuda a emagrecer e a desinchar, além de aumentar o metabolismo, por causa das incríveis propriedades dos seus ingredientes: pepino, espinafre, gengibre, maçã e lima.


suco verde para emagrecerVeja a seguir os principais benefícios dos ingredientes do suco verde:


Alguns benefícios do pepino



  • É antidiurético.

  • Desintoxica o organismo.

  • É anti-inflamatório.

  • Elimina a gordura da pele.

  • Dissolve cálculos renais.


Alguns benefícios do espinafre



  • Melhora a digestão.

  • Melhora a atividade cerebral.

  • Reduz a prisão de ventre.

  • Combate a hipertensão.


Alguns benefícios do gengibre



  • É anti-inflamatório.

  • Tem efeito antioxidante.

  • Desintoxica o organismo.

  • É bactericida.


Alguns benefícios da maçã



  • Ajuda na saciedade;

  • Um componente da casca ajuda a queimar calorias;

  • Reduz o colesterol ruim (LDL).


Alguns benefícios da lima



  • É anti-oxidante.

  • Tem efeito antiviral.

  • É um antidepressivo natural.

  • É bactericida.


Veja agora a receita Nº 10: Suco Verde Para Emagrecer



A seguir, lhe ensinamos a receita e o modo de preparo deste suco para emagrecimento, extremamente eficaz.


Ingredientes



  • 2 copos de pepinos cortados

  • 2 xícaras (chá) de espinafre

  • 2 fatias finas de gengibre fresco, sem casca

  • 2 maçãs cortadas

  • suco de 1 lima


Modo de preparo


Bata todos os ingredientes no liquidificador até desmanchar bem as peles e as sementes.


Tome um copo deste suco nos intervalos entre as principais refeições.


Lembre-se que, para emagrecer com saúde, não basta apenas beber o suco verde, você também deverá tentar manter uma alimentação balanceada e colorida para garantir os melhores resultados.


Esperamos que tenha gostado desta nova receita do suco verde para emagrecer e que tenha bons resultados!


Veja a lista dos Top 10 sucos para emagrecer.


Conheça agora quatro programas eficazes para emagrecer que podem ser combinados com nossos sucos para emagrecimento: www.vivaplenamente.com/progredu.php.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos!









Suco verde para emagrecer






Nesta série de artigos, lhe ensinamos as receitas dos 10 melhores sucos para emagrecimento. Hoje é a vez do suco verde para emagrecer.


Este suco ajuda a emagrecer e a desinchar, além de aumentar o metabolismo, por causa das incríveis propriedades dos seus ingredientes: pepino, espinafre, gengibre, maçã e lima.


suco verde para emagrecerVeja a seguir os principais benefícios dos ingredientes do suco verde:


Alguns benefícios do pepino



  • É antidiurético.

  • Desintoxica o organismo.

  • É anti-inflamatório.

  • Elimina a gordura da pele.

  • Dissolve cálculos renais.


Alguns benefícios do espinafre



  • Melhora a digestão.

  • Melhora a atividade cerebral.

  • Reduz a prisão de ventre.

  • Combate a hipertensão.


Alguns benefícios do gengibre



  • É anti-inflamatório.

  • Tem efeito antioxidante.

  • Desintoxica o organismo.

  • É bactericida.


Alguns benefícios da maçã



  • Ajuda na saciedade;

  • Um componente da casca ajuda a queimar calorias;

  • Reduz o colesterol ruim (LDL).


Alguns benefícios da lima



  • É anti-oxidante.

  • Tem efeito antiviral.

  • É um antidepressivo natural.

  • É bactericida.


Veja agora a receita Nº 10: Suco Verde Para Emagrecer



A seguir, lhe ensinamos a receita e o modo de preparo deste suco para emagrecimento, extremamente eficaz.


Ingredientes



  • 2 copos de pepinos cortados

  • 2 xícaras (chá) de espinafre

  • 2 fatias finas de gengibre fresco, sem casca

  • 2 maçãs cortadas

  • suco de 1 lima


Modo de preparo


Bata todos os ingredientes no liquidificador até desmanchar bem as peles e as sementes.


Tome um copo deste suco nos intervalos entre as principais refeições.


Lembre-se que, para emagrecer com saúde, não basta apenas beber o suco verde, você também deverá tentar manter uma alimentação balanceada e colorida para garantir os melhores resultados.


Esperamos que tenha gostado desta nova receita do suco verde para emagrecer e que tenha bons resultados!


Veja a lista dos Top 10 sucos para emagrecer.


Conheça agora quatro programas eficazes para emagrecer que podem ser combinados com nossos sucos para emagrecimento: www.vivaplenamente.com/progredu.php.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos!









segunda-feira, 28 de julho de 2014

Dieta rica em proteínas ajuda a emagrecer e manter o peso






Já era de conhecimento público que uma dieta rica em proteínas ajuda a ganhar massa muscular e também pode ajudar a reduzir medidas e gordura. Contudo, um novo estudo mostra que também é eficaz na manutenção do peso para aquelas pessoas que já conseguiram emagrecer.


Uma dieta rica em proteínas ajuda a emagrecer e manter o peso


dieta rica em proteinasÉ isto que concluiu uma pesquisa sobre nutrição realizada em oito países europeus (Dinamarca, Holanda, Reino Unido, Bulgária, Grécia, República Tcheca, Alemanha e Espanha).


Este é um dos resultados preliminares do Projeto Diógenes (Dieta, Obesidade e Genes), realizado entre famílias destas oito nações, informou a Universidade de Navarra, na Espanha, que participou do estudo.


A pesquisa afirma que aumentar o consumo de proteínas na dieta evita recuperar o peso após emagrecer, enquanto o índice glicêmico dos alimentos, relacionado aos açúcares, não desempenha um papel relevante.


Os adultos que participaram do estudo foram acompanhados durante seis meses. Eles deveriam perder pelo menos 8% de seu peso antes que toda a família se submetesse ao processo.


No total, 763 indivíduos emagreceram uma média de 11,2 quilos por pessoa.


Após essa fase, 565 famílias (763 adultos e 787 crianças) seguiram uma das cinco dietas distribuídas de forma aleatória: quatro combinavam diversas proporções nas refeições de proteínas e de carboidratos e a quinta se baseava nos hábitos alimentares da família, mas com conselhos sobre alimentação saudável.


As pessoas que receberam uma dieta com alto índice de proteínas não recuperaram o peso perdido, enquanto os demais ganharam entre 2 e 2,5 quilos após emagrecer.


Os resultados definitivos do projeto foram apresentados no Congresso Europeu da Obesidade, que aconteceu em Amsterdã, Holanda.


Fonte principal: folha.uol.com.br


Recomendamos que conheça uma proteína isolada de soja e proteína de soro do leite e um shake com proteínas, minerais, vitaminas, aminoácidos e outros nutrientes.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:









quinta-feira, 24 de julho de 2014

Quais os benefícios da cenoura






É muito conhecida por conter uma grande quantidade de vitamina A, essencial para os olhos, no entanto, ela tem muitas outras propriedades. Mas então, quais os benefícios da cenoura?


Na realidade a cenoura é considerada um ótimo alimento funcional por também proporcionar benefícios para a pele, cabelos, mucosas, ossos e sistema imunológico, além de prevenir doenças como úlceras, reumatismo e arteriosclerose.


Quais os benefícios da cenouraAlém da vitamina A, a cenoura ainda contém vitamina B, que beneficia o sistema nervoso, vitamina C, que estimula nossas defesas contra as doenças, e betacaroteno, um importante antioxidante.


Também contém sais minerais de importância primordial para nossa saúde,como o cálcio, magnésio, ferro, cobre, zinco e iodo.


Quais os benefícios da cenoura?


Conheça a continuação os 15 principais benefícios da cenoura:


1- Previne doenças dos olhos: vitaliza e fortalece a retina. A falta de vitamina A, pode provocar cegueira noturna, ressecamento nos olhos, espessamento de conjuntiva, disfunção dos canais lacrimais, opacificação da córnea, infecção e cegueira irreversível;


2- Ajuda na saúde da pele e dos cabelos. Evita eczema, ressecamento da pele, erupções, acne, má formação das unhas, foliculites, cabelos quebradiços e ásperos;


3- Protege contra infecções pulmonares, brônquios, seios faciais, canais auditivos, boca, glândulas salivares, vagina, etc.;


4- Favorece o crescimento e desenvolvimento dos ossos;


5- Fortalece o sistema imunológico. Previne a supressão da produção de anticorpos induzidos por imunização, as deficiências do sistema imunológico humoral e celular.


6- É tônica, remineralizante, favorece a hemoglobina (transportador do oxigênio) e contribui para o equilíbrio ácido-básico do organismo.


7- Aumenta a secreção do leite materno e tem ação sobre o crescimento.


8- Previne e combate a anemia.


9- Previne úlceras gastroduodenais, hemorragias gastrointestinais, regula a função intestinal tanto nas diarréias como na prisão de ventre, fortalece o fígado e as vias biliares;


10- É excelente para artrite, reumatismo, gota, icterícia, escorbuto, tumores em geral, deficiências ganglionares de natureza tuberculosa e debilidade geral.


11- O suco de cenoura é recomendado para a cura da úlcera gastroduodenal, podendo ainda misturar com espinafre, beterraba, pepino, alface ou aipo.


12- O caldo concentrado do cozimento de cenouras, ligeiramente adoçado com mel, cura a afonia e a tosse, combate os catarros, limpa as vias respiratórias e alivia ataques de asma.


13- Cataplasmas de cenoura acalmam as dores em caso panarício, inflamações e queimaduras nos dedos. Nas queimaduras, ralar uma cenoura crua e aplicar sobre a parte queimada.


14- Ainda pode ser usada para furúnculos, dermatoses e até para rugas. Pode ser usada ralada em cataplasmas ou como suco.


15- As folhas da cenoura são ricas em sais minerais, excelentes para fazer suco ou comer crua nas saladas. Pode-se fazer loções de folhas frescas moídas, para a pele.


Esperamos que tenha gostado deste post sobre quais os benefícios da cenoura.


Recomendamos que conheça um suplemento com 23 antioxidantes e minerais e um shake com vitaminas, sais minerais, proteínas e outros nutrientes.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos!









segunda-feira, 21 de julho de 2014

Como prevenir a obesidade infantil











Uma pesquisa realizada na capital baiana demonstrou que 65% dos adolescentes são sedentários, e metade deles fica mais de quatro horas diante da TV, do computador e de jogos eletrônicos. Prevenir a obesidade desde a infância tem se tornado um grande desafio para os pais.


prevenir a obesidadeCoordenado pela cardiologista da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Isabel Guimarães, o estudo envolveu 536 adolescentes, de 11 a 18 anos, de escolas públicas e privadas.


Os números chamam a atenção para a importância de iniciar a prática de exercícios físicos desde a infância.


O problema que vem acometendo cada vez mais a população infanto-juvenil é apontado pela cardiologista como uma questão de saúde pública. Segundo ela, o sedentarismo é um dos principais fatores de risco para a obesidade.


“A criança com excesso de peso tem 80% de chances de se tornar um adolescente obeso e, consequentemente, um adulto nessa mesma situação”.


A cardiologista considera que o sedentarismo na infância e adolescência tende a se tornar cada vez mais comum por conta do novo modelo de vida adotado pelas pessoas.


Prevenir a obesidade infantil, um grande desafio


As crianças vivem dentro de casa. Não brincam mais nas ruas, não andam de bicicleta, não jogam bola, não correm. Ficam em casa defronte das TVs, dos computadores e dos jogos. Essa prática faz com que elas se tornem obesas”, ressaltou a especialista.


Hoje, cerca de 15% dos adolescentes estão com sobrepeso e 10% já são considerados obesos. Ela lembra que tem se tornado cada vez mais frequente crianças desenvolverem doenças como hipertensão, diabetes e hipercolesterolemia (elevação da taxa do colesterol ruim, o LDL).


Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que, nos últimos dez anos, a obesidade infantil tem crescido entre 10% e 40% na maioria dos países europeus.


TV e computador


- O excesso de peso tem sido um verdadeiro pesadelo para Vitor Costa, de 9 anos, 18kg acima do ideal (ele tem 62kg e o recomendado é 48). Desde o nascimento, ele sofre com a obesidade e, por isso, é obrigado a fazer dietas e exercícios físicos regularmente.


A doença originada de uma disfunção hormonal, fruto da herança familiar paterna, faz com que a mãe, a dona de casa Nairmeire Costa, seja vigilante da prática de atividades. “Fico no pé dele para andar de bicicleta todos os dias”, comenta a mãe. Segundo ela, o filho não abre mão de passar a manhã diante da TV. “Embora não se recuse a fazer exercício, não sai da frente da televisão assistindo ao desenho animado. Brigo muito por causa disso”, afirmou.


- A adolescente Marcela Lopes, 13 anos, vive um dilema parecido. Com 12kg acima do peso ideal, ela confessa que não é amante de exercícios físicos. “Gosto mesmo é de ficar no computador. Não suporto esporte, fico cansada, mas minha mãe insiste muito, por isso, faço”, diz a menina.


A mãe, Helena Lopes, 32 anos, se mostra bastante preocupada, já que não tem como monitorar os hábitos da filha por trabalhar das 8h às 18h. “Coloquei na natação, mas nem sempre ela vai. É um horror! Só quer mesmo ficar no computador. Nos desentendemos muito por causa disso”, comentou a mãe.


Como prevenir a obesidade nas crianças


A prática de atividades físicas é considerada fundamental pela cardiologista Isabel Guimarães. Ela ressalta que o hábito aumenta a eficiência cardíaca e pulmonar, reduz as taxas do colesterol ruim, reduz a pressão sanguínea.


Além disso, provoca a redução e a manutenção do peso, deixa os ossos mais fortes, deixa a pele mais saudável, melhora a auto-imagem e reduz a ansiedade.


Ela alerta para importância de equilibrar a alimentação. “A prática de exercício físico, somada a uma alimentação adequada, pode combater a obesidade”, frisa a cardiologista.


Fonte principal: Correio da Bahia


Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre como prevenir a obesidade infantil tem se tornado um grande desafio para os pais.


Recomendamos que conheça nossos programas de emagrecimento.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:



quinta-feira, 17 de julho de 2014

A obesidade ataca o fígado




Temos presenciado o crescimento das cifras de obesidade e de suas complicações em todo o mundo. Mas, especialmente alarmante e inédito, é como a obesidade ataca o fígado pelo acúmulo de gorduras em suas células, o que pode evoluir para uma hepatite gordurosa, uma fibrose e finalmente chegar a uma cirrose hepática.


obesidade ataca o figado“Essas formas de lesões hepáticas, caracterizadas pelo acúmulo de gordura no fígado, não têm relação com o consumo abusivo de álcool e já representam a lesão hepática mais frequente nos países ocidentais, com uma prevalência estimada de 10 a 25% das pessoas em geral, 74% dos obesos e, virtualmente, 100% das pessoas que têm diabetes e obesidade associadas”, alerta a endocrinologista Ellen Simone Paiva, diretora do Centro Integrado de Terapia Nutricional.


A obesidade ataca o fígado


A origem destas doenças parece ser uma alteração na ação da insulina, fato que ocorre nos diabéticos tipo 2 e em alguns pacientes obesos.


Eles passam a produzir maiores quantidades de insulina para compensar “o defeito do organismo” e com isso passam a estocar mais gorduras nas células do fígado.


Esse quadro é chamado de resistência insulínica e quando ocorre em um paciente não diabético já alerta o médico para a possibilidade dele se tornar diabético. “Por outro lado, é possível encontrar pacientes magros com esteatose hepática, pois, apesar de mais rara, a resistência insulínica pode ocorrer em pessoas com peso normal, tornando-as mais suscetíveis ao desenvolvimento de diabetes e de hipertensão arterial“, explica a Dra. Paiva.


Em crianças e adolescentes, o quadro tem se mostrado ainda mais grave devido à maior e mais precoce exposição do fígado ao acúmulo de gordura.


Regime


“A perda de peso ainda é a pedra fundamental no tratamento da esteatose hepática e suas complicações. Com ela, conseguimos reduzir a gordura corporal e também a gordura do fígado. Mas a dieta para alcançar esses objetivos tem mudado muito nos últimos anos, uma vez que as pesquisas científicas mais recentes têm encontrado melhores resultados quando a proporção dos carboidratos se reduz um pouco, cedendo lugar para um pequeno aumento no consumo de gorduras boas ou insaturadas” , explica a endocrinologista.


1- Dieta hipocalórica


Para levar à perda de peso, qualquer dieta se baseia na redução das calorias da mesma, fazendo com que haja uma defasagem entre o gasto calórico do paciente e a quantidade de calorias da dieta.


Ou seja, parece que para perder peso não interessa o teor da dieta, nem a porcentagem de carboidratos, gorduras e proteínas ou a quantidade de refeições diárias. Interessa comer menos do que se gasta.


Entretanto, uma dieta deve emagrecer e alimentar ao mesmo tempo, deve atender às necessidades nutricionais das pessoas, utilizando uma proporção ideal de nutrientes.


2- Porcentagem dos macronutrientes


“Além de levar a perda de peso, uma dieta deve ser balanceada, ou seja, conter carboidratos, proteínas e gorduras numa proporção de 60, 15 e 25%, respectivamente, como advoga as maiores sociedades de nutrição do mundo, incluindo a Associação Americana de Diabetes e de Cardiologia.


O que estamos aprendendo é que nos casos de esteatose, conseguimos melhores resultados, quando reduzimos o teor de carboidratos para cerca de 40% e aumentamos o teor das gorduras para cerca de 45%.


A alteração pode parecer contraditória, pois se queremos reduzir o acúmulo de gordura no fígado, pensávamos, anteriormente, que a dieta deveria conter menos gordura. Acontece que o nutriente que mais estimula a produção de insulina é o carboidrato e isso parece acentuar a hiperinsulinemia presente nos pacientes com esteatose, agravando a resistência insulínica” , explica Ellen Paiva.


Logo, se reduz a quantidade de carboidratos nas dietas dos pacientes com esteatose, mas isso não significa seguir uma dieta exclusiva de proteínas, não significa abolir os carboidratos, como ensina o Dr. Atkins, por exemplo.


Pelo contrário, a porcentagem de proteínas continua a mesma, o que se faz é aumentar o teor de gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas: azeite de oliva, abacate, castanhas e nozes, sementes oleaginosas como a linhaça, peixes de água gelada como salmão, cavala, arenque, truta, atum e bacalhau frescos.


3- Perda de peso


A perda de peso não deve ser brusca ou muito rápida, pois há relatos de aumento da esteatose em pacientes submetidos à cirurgia do estômago que tiveram perda de peso muito rápida” , recomenda a especialista em Nutrologia.


4- Casos raros


Nos raros casos de pacientes com esteatose hepática e peso normal, lançamos mão de uma dieta com a mesma composição de nutrientes descrita anteriormente, mas com o valor calórico igual àquele calculado para o paciente em questão. “Será normocalórica e não hipocalórica” , destaca Ellen Paiva.


“Hoje, devemos encarar a esteatose hepática como um dos sinais de diabetes em progressão e como uma oportunidade para corrigir o seu curso clínico, no sentido de evitar o diabetes. Isso pode ser real, quando aliamos dieta apropriada, medicamentos e atividade física” , diz a diretora do Citen.


Fonte principal: Jornal de Araraquara


Esperamos que tenha gostado deste post sobre como a obesidade ataca o fígado.


Recomendamos que conheça nossos programas de emagrecimento.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.








Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:



segunda-feira, 14 de julho de 2014

Acrilamida causa câncer




Alguns estudos indicam que a acrilamida causa câncer. Veja neste artigo como reduzir a formação de acrilamida tomando alguns cuidados com o armazenamento e preparo de certos certos alimentos.


A acrilamida causa câncer


acrilamida causa cancerEm 2002 foi noticiada na Suécia a presença de elevados níveis de acrilamida em certos tipos de alimentos processados a altas temperaturas.


Desde então, tem sido encontrada nesse tipo de alimento em outros países, incluindo Holanda, Noruega, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos.


Qual a influência da temperatura na formação de acrilamida?


Quando se estudou o teor de acrilamida formada em batatas, observou-se que quando elas foram assadas a 100ºC, não houve formação de um nível significativo de acrilamida.


Contudo a 120ºC, observou-se um aumento no teor de acrilamida formada.


- O armazenamento dos produtos pode influenciar nos níveis de acrilamida do alimento?


Sim. A acrilamida é formada no alimento, em temperaturas geralmente acima de 120ºC, principalmente pela reação da asparagina (aminoácido) com um açúcar redutor (particularmente a glicose e frutose) como parte da reação de Maillard.


Há um aumento na formação de açúcares redutores quando as batatas são armazenadas abaixo de 10ºC, o que propiciará a formação de acrilamida posteriormente quando as batatas forem fritas.


Logo, para reduzir a formação de acrilamida é conveniente armazenar as batatas em temperaturas acima de 10ºC, ou seja, não armazenar as batatas na geladeira.


- O que posso fazer para minimizar a produção de acrilamida durante o preparo dos alimentos?


Para minimizar a produção de acrilamida nos alimentos ricos em carboidratos eles não devem ser fritos ou assados até ficarem escurecidos.


Outras alternativas para a redução do teor de acrilamida nos alimentos são a imersão das batatas em solução de ácido acético (vinagre) e o aumento do tempo de fermentação durante o processamento dos pães.


- Existe diferença entre o tipo de óleo utilizado na fritura dos alimentos que pode influenciar na formação de acrilamida?


Sim. Batatas fritas em óleo de oliva apresentaram maior concentração de acrilamida comparativamente às batatas fritas em óleo de milho.


Por outro lado, não foram observadas diferenças significativas na concentração de acrilamida formadas em batatas fritas em óleo de palma, soja e parafina.


A influência do óleo de fritura na formação de acrilamida parece estar relacionada com a taxa de transferência de calor.


Recomendamos que conheça uma bebida desintoxicante à base chá verde e outras ervas.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.








Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:



quinta-feira, 10 de julho de 2014

Quais os benefícios da aveia, um alimento funcional




A aveia é um cereal integral muito nutritivo; dentre a sua composição encontramos ferro, proteínas, além de vitaminas, carboidratos e fibras insolúveis. Neste artigo, lhe revelamos quais os benefícios da aveia, um alimento funcional.


Saiba agora quais os benefícios da aveia


quais os benefícios da aveiaAs fibras insolúveis não se dissolvem na água nem na mastigação, servindo como um quelante das substâncias tóxicas.


Isto significa que ela se gruda a estas substâncias, transportando as mesmas para fora do organismo, auxiliando no bom funcionamento intestinal, diminuindo a absorção de colesterol total e LDL (colesterol ruim), tendo efeito de proteção para o coração.


Além desses benefícios, as fibras insolúveis, reduzem o risco de desenvolvimento de câncer de intestino e retardam o esvaziamento gástrico, que tem como resultado uma maior saciedade.


Quando entram em contato com a água formam géis que tornam o bolo fecal maior e mais viscoso e, com isso, ocorre uma menor absorção de substâncias presentes neste bolo, como glicose e colesterol, devido a uma menor ação de enzimas digestivas, auxiliando na redução de peso.


Com a ingestão da aveia e outras fontes de fibras insolúveis, como o farelo de trigo, grãos integrais, nozes e cascas de fruta, a absorção da glicose presente nos alimentos se torna mais lenta, permitindo assim o controle de triglicérides e diabetes.


Uma dica para aquele paciente diabético que quer ingerir um alimento com índice glicêmico alto, como a banana, por exemplo, é acrescentar uma colher de aveia para que sua absorção seja mais lenta na corrente sanguínea.


Além de todos esses benefícios, os cereais também são essenciais para o crescimento das crianças, devendo estar presentes em grandes quantidades nas refeições.


A recomendação de fibras na dieta varia entre 20 e 30 g por dia, que pode ser adquirida através de uma alimentação rica em cereais integrais como a aveia, frutas, legumes e leguminosas.


É muito importante o acompanhamento de um profissional especializado para personalizar a dieta de acordo com as necessidades individuais, garantindo assim a dieta específica respeitando o metabolismo, fatores genéticos, fatores sócio – econômicos e outras particularidades do paciente.


Fonte principal: graoecia.com.br | Thaís Navarro Caldeira. 


Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre quais os benefícios da aveia.


Recomendamos que conheça um poderoso suplemento com fibras de aveia e beterraba e um suplemento com fibras e ervas selecionadas.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.








Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:



segunda-feira, 7 de julho de 2014

Não precisamos de açúcar branco




Ninguém resiste a uma torta de morangos brilhando na vitrine da confeitaria. Parece que ela está ali, chamando você para comê-la, e a tentação geralmente é saciada com um bom pedaço. Mas a verdade é que não precisamos de açúcar branco para viver.


Comemos doces e massas por dependência psicológica, bioquímica e fisiológica.


não precisamos de açúcar branco


Esta é a conclusão do médico-cirurgião Alberto Peribanez Gonzalez, especialista em alimentos nutracêuticos.


Precisamos de açúcar branco para viver?


O médico simplesmente indica a abolição dos açúcares e das farinhas no cardápio do dia-a-dia, que causam dependências.


“A dependência psicológica e bioquímica são metabólicas. As células, em especial as do cérebro, aprendem a utilizar exclusivamente os carboidratos que chegam em larga escala a partir da dieta doce de nossos dias.”


O médico explica que a especialização em açúcares originários da dieta conduz a um bloqueio da utilização de fontes proteicas e gordurosas para a produção de energia.


“As vias metabólicas importantes no jejum, inicialmente ‘preguiçosas’, chegam a tornar-se abandonadas. Quem pratica regularmente o jejum?”, diz Gonzalez.


Na verdade, não precisamos deles, pois os açúcares e os amidos estão presentes em outra forma natural nas frutas, sementes e raízes cruas. Se deixá-los de lado, passando a comer de forma mais saudável, você pode aumentar a sua longevidade e reduzir os efeitos do envelhecimento.


Nossa dieta, assim com está, sobrecarrega o pâncreas, aumentando seu tamanho natural. O órgão passa a produzir insulina e enzimas digestivas em excesso, na tentativa de reduzir o açúcar no sangue e digerir as densas gorduras, farinhas e açúcares usados na dieta.


“O resultado final do ataque diário é que o pâncreas humano é três ou quatro vezes maior em relação a outros órgãos do que em qualquer outra espécie animal. A isto se denomina hipertrofia, que não tem nada de eficiente. O órgão ‘bombado’ pela sobrecarga de funções acaba evoluindo para a falência”, diz Gonzalez.


Fonte principal: Katia Deutner


Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre por que não precisamos de açúcar branco para viver.


Recomendamos que conheça nossos shakes saborosos, nutritivos e adoçados com frutose.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:









quinta-feira, 3 de julho de 2014

Como perder gordura localizada




As pessoas acumulam gordura em regiões diferentes do corpo. Alguns acumulam mais na região da barriga, outros nos braços, outros nas pernas e assim por diante.


como perder gordura localizadaDessa forma, cada um de nós quer perder mais gordura em uma determinada região.


É muito comum ouvirmos conselhos de pessoas (algumas delas até profissionais credenciados) que dizem que para perder gordura em uma determinada região você deve exercitá-la bastante.


Alguns até dizem que o ideal é fazer muitas repetições com peso leve numa determinada região para queimar a gordura localizada.


Mas será que isso é verdade? Como perder gordura localizada? Será que para queimarmos a gordura da barriga temos que fazer mil abdominais?


Definitivamente a resposta é não


O que pode acontecer é que, se você malhar seu braço e ganhar massa muscular nele, o percentual de gordura dele irá baixar, mas isso não significa que você perdeu gordura no braço.


O que isso significa é que, devido ao aumento da massa muscular na região, a proporção de músculo aumentou em relação à gordura, fazendo assim com que o percentual de gordura diminuísse.


Mas será que esta queda no percentual é o suficiente para a que a definição aumente?


A gordura continua lá, por tanto, você poderá ter os músculos um pouco mais definidos, mas estarão escondidos debaixo dessa camada de gordura.


O processo de perda de gordura é um só. Você não pode forçar seu corpo a queimar mais gordura no abdômen e menos nos braços; definir as pernas, mas deixar o resto do corpo como está.


No entanto, estudos sugerem que o organismo parece seguir uma única regra neste sentido: o corpo queima primeiro a gordura “mais nova”, ou seja, aquela que foi depositada por último.


Se, quando você começou a ganhar peso, o primeiro lugar em que seu corpo depositou gordura foi na parte de trás de seus braços, este será o último lugar que seu corpo irá queimar gordura até que você volte ao seu peso original.


Por outro lado, se seu corpo recentemente depositou gordura no seu abdômen, ao começar a emagrecer ele primeiro queimará gordura nesta área.


Esta não é uma regra imutável, porém, na grande maioria das vezes, o corpo parece seguir esta ordem. 


Então, como perder a gordura localizada?


Quando você pensar em perder gordura localizada, tenha em mente que o corpo perde gordura como um todo. E que, à medida que você for baixando seu percentual de gordura geral, a gordura localizada irá sumir também.


Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre como perder gordura localizada.


Recomendamos que conheça nossos programas de redução de peso.


Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.


Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos: