quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Quais os benefícios do hibisco

Nesta entrada, trataremos sobre quais os benefícios do hibisco para a saúde.


O hibiscus, conhecido popularmente como hibisco, é um arbusto bastante ramificado na base, talos arroxeados, robustos e flores grandes.








Existem umas 150 espécies reconhecidas pela ciência, contudo, existem muito mais que já foram descritas no mundo todo.


Uma das espécies mais conhecidas no Brasil é o Hibiscus rosa-sinensis, também conhecido popularmente como Mimo-de-vênus, Graxa-de-estudante ou Hibisco-da-china, que é o que se utiliza normalmente nos jardins.


quais os benefícios do hibiscoMas cuidado: esta espécie não é própria para o consumo humano.


Então, devemos ser muito cuidadosos na hora de escolher a planta para preparar o chá.


O chá de hibisco é preparado com o cálice do botão seco da flor da espécie Hibiscus Sabdariffa (veja a foto) diferente daquela encontrada normalmente nos jardins.


Entre os seus componentes ativos podemos destacar: mucilagem, antocianinas (hibiscina, cianidina e delfinina), pigmentos flavônicos, os ácidos tartárico, málico cítrico e hibístico, além de fitosteróis (sitosterol, campestrol, ergosterol e estigmasterol).


Quais os benefícios do hibisco?


O chá de hibisco possui propriedades medicinais.


Alguns estudos sugerem que ajuda a normalizar a pressão arterial e a reduzir a produção do colesterol ruim (LDL). Também reduz a taxa de lipídeos totais no sangue.


Além demais, serve como laxante e funciona como um excelente diurético.


O chá de hibisco é muito utilizado na medicina popular por ser afrodisíaco e principalmente porque auxilia nas dietas de emagrecimento.


Já foi demonstrado que promove o aceleramento do metabolismo, auxiliando na queima de gordura corporal.


Por outro lado, a bebida é muito rica em flavonoides, uma poderosa substância antioxidante que combate os radicais livres, protegendo o coração de doenças e a pele do envelhecimento precoce.








Os flavonoides lhe conferem propriedades espasmolíticas (intestinais), coleréticas, hipotensoras e diuréticas.


A mucilagem o faz demulcente e útil em constipações e irritações das vias respiratórias.


As antocianinas tem efeito vasodilatador.


Em resumo, estes são os principais benefícios e propriedades do chá Hibiscus Sabdariffa:


Age como antioxidante;


Reduz as taxas de lipídeos e glicose no sangue;


Ajuda a combater a hipertensão e é diurético;


Ajuda nas constipações intestinais;


Retarda o envelhecimento da pele;


Diminui a formação do colesterol ruim (LDL);


Ajuda a emagrecer.


Como você acabou de ver, se trata de uma planta com ótimas propriedades não tão divulgadas e conhecidas.


Precauções


1- O chá de hibisco deve ser consumido com moderação, o recomendado é de 3 a 4 xícaras ao dia.


Como tem efeito diurético, seu consumo excessivo poderia fazer com que a pessoa eliminasse alguns sais minerais muito importantes para o organismo, como potássio, cálcio e magnésio. 


2- Este chá não deve ser usado por gestantes, lactantes e mulheres que estejam querendo engravidar. Em alguns casos pode interferir nos níveis dos hormônios femininos, reduzindo a fertilidade.


3- Além demais, como ajuda a reduzir a pressão arterial, não é indicado para pessoas que sofram de hipotensão (pressão baixa).







Bem, isso é tudo por hoje, esperamos que tenha gostado deste post sobre quais os benefícios do hibisco para a saúde.




Quais os benefícios do hibisco

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Alimentos que dão energia e disposição

Você está cansado(a) e com vontade de ir para casa o mais rápido possível mas ainda faltam várias horas para terminar o seu dia de trabalho?


Esqueça as bebidas energéticas, pois normalmente são cheias de açúcar e cafeína. Depois que passa o seu rápido efeito, o cansaço e a indisposição podem voltar em dobro.








Em vez disso, invista em certos alimentos que dão energia e disposição para que possa enfrentar o seu dia da melhor forma possível.


Conheça os alimentos que dão energia e disposição


Alimentos que dão energia e disposiçãoVeja a continuação quais são estes alimentos que dão mais disposição e inclua-os na sua dieta diária.


Os cereais integrais, a carne de peru, o guaraná e o café merecem destaque entre os alimentos que garantem energia física e mental.


Os cereais integrais, grupo de alimentos composto por grãos como o arroz, o trigo, o milho, o centeio e a aveia, contêm carboidratos e fibras.


Esta dupla garante níveis estáveis de açúcar no sangue, evitando sintomas de fraqueza e picos de fome.


Quando consumidos nas porções adequadas, estes alimentos tendem a ser absorvidos pelo organismo de forma gradual, proporcionando energia e disposição durante muito mais tempo.


Por exemplo: pães (duas fatias), grãos (1/2 xícara), barra de cereal (uma unidade) e biscoitos (três unidades).


Além demais, quando o carboidrato está disponível no sangue de forma constante, ele mantém estável o neurotransmissor do bem estar: a serotonina.


Isso nos deixa mais felizes, pois colabora com o controle do estresse e da ansiedade e com a manutenção do bom humor.


Mas é preciso escolher bem o tipo de carboidrato que você vai ingerir.


Comer muito pão branco ou outros alimentos refinados em excesso pode gerar o efeito contrário: um estado de euforia que passará muito rápido.


Isto ocorre pela alta ingestão de açúcar de uma vez só, seguido por uma grande queda de energia devida ao grande esforço que o organismo deverá fazer para metabolizar toda essa glicose.








Entre as frutas que dão energia, podemos mencionar especialmente a banana, a manga e a pera, que são boas fontes de carboidratos.


Alimentos que dão mais disposição mental


Já os alimentos que estimulam a atividade cerebral trabalham por outros mecanismos.


Eles atuam no sistema nervoso central mantendo-o em estado de alerta.


A cafeína, composto químico presente no café, no guaraná e em alguns tipos de chá (como o chá verde), é um dos principais elementos para este estímulo.


No entanto, se for consumida em excesso, pode prejudicar o sono, então cuidado com o café à noite.


Os alimentos ricos em proteínas, ao serem digeridos liberam aminoácidos que também contribuem de forma diferente para dar energia ao corpo e deixá-lo em alerta.


A tirosina, um aminoácido presente no frango, peru, peixe, amêndoas e amendoim, deixa nosso organismo mais ativo e melhora o humor, entre outros benefícios.


Entretanto, o triptofano, um aminoácido proporcionado pelos peixes, peru, nozes, castanhas, aveia, linhaça e chocolate amargo, auxilia na produção de serotonina, um neurotransmissor que contribui para um bom sono, essencial para ter mais disposição no dia seguinte.


Para conseguir energia física e mental de maneira constante, invista em uma dieta saudável e em boas horas de sono e lazer.


Lembre-se que um corpo bem disposto não é reflexo somente do bem estar físico, mas também mental e espiritual.







Esperamos que estas informações sobre os alimentos que dão energia e disposição lhe sejam de bastante utilidade.




Alimentos que dão energia e disposição

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Um bom remédio para pedra nos rins

Os cálculos renais são pedras que se formam no interior dos rins a partir da cristalização de sais minerais e outras substâncias orgânicas e quimicas presentes na urina.
Estas pedras, formadas por cálcio em mais de 80% dos casos, ácido úrico, estruvita, cistina, xantina, etc., vão crescendo aos poucos pela acumulação dos seus componentes.
O seu tamanho é muito variável, mas em alguns casos mais graves podem até obstruir o fluxo de urina e sua remoção deve ser feita de forma imediata.
No entanto, a maior parte dos casos são menos graves, que é quando as pedras estão recém se formando e este é o momento ideal de livrar-se delas antes que gerem maiores danos.
Algumas permanecem no interior do rim, outras viajam através dos ureteres (os dutos longos e finos que transportam a urina dos rins para a bexiga), até que são expelidas espontaneamente através da urina (em quase 70% casos).
A ingestão insuficiente de líquidos (abaixo de 1,5 a 2 litros por dia), algumas profissões ou climas propensos à desidratação e as dietas ricas em proteína animal são alguns dos fatores que favorecem o aparecimento de pedras nos rins.
Leia mais: Um bom remédio para pedra nos rins.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Receita natural para tratamento da diarreia

Chama-se diarreia a condição do aumento da frequência das evacuações (mais de três vezes ao dia), acompanhada por uma diminuição significativa na consistência das fezes.


Dependendo da pessoa e da origem, esta patologia pode ser leve e desaparecer dentro de poucos dias, mas nos casos mais graves pode durar mais tempo.








Além demais, em certos casos, as fezes podem conter sangue, muco, pus e alimentos não digeridos.


Em alguns grupos de risco, como as crianças e os idosos, é recomendável vigiar o paciente, pois a diarreia pode levar a outras doenças graves se não for devidamente tratada.


Tratamento da diarreiaTipos de diarreia de acordo à sua duração


Conforme a sua duração, a doença pode ser classificada em aguda, persistente ou crônica:


Aguda: dura até 2 semanas;


Persistente: dura de 2 a 3 semanas;


Crônica: dura acima de 3 semanas.


Esta classificação é importante porque o tratamento de cada um destes três tipos é diferente.


Causas da diarreia


A diarreia pode ser ocasionada por vários fatores:


Infecções por vírus, bactérias ou parasitas


As pessoas que seguem um padrão de higiene mínimo e não se alimentam em lugares públicos têm a tendência de adquirir somente a forma viral da doença.


A mais comum é a gastroenterite viral, muito frequente nas crianças.


Outras situações bastante frequentes que podem promover a doença são a ingestão de alimentos em mal estado de conservação ou água contendo certos tipos de bactérias ou parasitas que causam intoxicação alimentar.


– Certos medicamentos orais


O consumo de alguns medicamentos, incluindo antibióticos, quimioterápicos ou laxantes contendo magnésio, podem causar diarreia como efeitos secundários.








– Algumas doenças


A diarreia pode estar ligada a certas patologias, tais como as doenças inflamatórias do intestino, principalmente a colite ulcerativa e a doença de Crohn.


No entanto, a insuficiência do pâncreas e a síndrome do intestino irritável também são causas frequentes.


Por último, certos fatores emocionais, como a ansiedade e as situações de estresse, também podem provocar diarreia.


O tratamento da diarreia


O tratamento depende do diagnóstico e da gravidade da doença.


Se for leve, normalmente pode ser tratada na própria casa do paciente. Pode ser suficiente com cuidar a alimentação e administrar abundantes líquidos (ou soro caseiro) para prevenir a desidratação.


Mas se a diarreia for severa e já estiver acompanhada de desidratação, será necessário tratar o paciente no hospital para administrar fluidos (soro fisiológico) por via intravenosa.


As diarreias não infecciosas, geralmente não requerem tratamentos específicos, a não ser que sejam causadas por alguma doença em particular, como as que mencionamos anteriormente.


Como regra geral, não é aconselhável usar medicamentos antidiarréicos sem indicação médica, pois podem complicar ainda mais a evolução da doença.


Receita natural para tratamento da diarreia não infecciosa


O chá de folha de goiabeira, além de ser útil para combater os sintomas da diarreia não infecciosa, também pode ser utilizado em uso tópico na pele e mucosas lesadas, atuando como antisséptico.


Ingredientes:


– 1 colher de folhas novas de goiabeira


– 1 xícara de água.


Modo de preparo:


Prepare uma infusão com as folhas da goiabeira.


Ferva a água e, após desligar o fogo, acrescente as folhas.


Deixe tampado por alguns minutos.


Modo de uso:


Beba um cálice (30 ml) após a evacuação no máximo dez vezes ao dia.


Precauções:


– Não utilize o chá continuamente por muitos dias.


– Este chá é só para uso adulto.


– Se os sintomas não passarem em poucos dias, procure um médico, pois pode tratar-se de diarreia infecciosa e você deverá fazer um tratamento convencional.








Esperamos que tenha gostado destas informações e que a receita caseira que lhe proporcionamos para o tratamento da diarreia não infecciosa lhe seja de bastante utilidade.




Receita natural para tratamento da diarreia

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

O que é óleo essencial e para que serve?

Os óleos essenciais são misturas de substâncias derivadas de plantas que têm como principais características a sua complexa composição química e o seu caráter fortemente aromático.
Dos milhões de plantas existentes no nosso planeta, são extraídos cerca de 4.000 diferentes óleos essenciais.
Quase todas as plantas contêm estas substâncias, no entanto, algumas delas as apresentam em uma concentração tão baixa que faz com que seja praticamente inviável extraí-las.
As plantas aromáticas são as que concentram a maior quantidade de essências, portanto, constituem a principal matéria prima para a sua produção.
Em alguns casos a planta é usada de forma integral, enquanto em outros apenas se usam as suas folhas, flores, frutos, raízes, sementes, frutas ou até mesmo a casca, no caso de algumas árvores.
O que é óleo essencial e quais são as suas propriedades
Os antigos alquimistas diziam que os óleos essenciais eram a "alma das plantas", porque contêm muitos compostos químicos naturais que podem ser usados como remédios caseiros em diversas situações.
Leia mais: O que é óleo essencial e para que serve?.